09 de agosto, 2017
196

O Judiciário e a Lava Jato: a exceção mais perigosa, PHA entrevista Rafael Valim

Conversa Afiada com Paulo Henrique Amorim: Nesta edição especial da TV Afiada, PHA entrevista Rafael Valim, professor de Direito Administrativo da Pontifícia Universidade Católica (PUC). Neste primeiro bloco, Valim explica as características do Estado de exceção:

"O Estado de exceção é o descumprimento do Direito (...), um descumprimento sistêmico, como se houvesse uma intencionalidade. Produz-se um novo Governo", diz Valim. Youtube Publicado em 08/ago/2017

Nos próximos blocos, o professor Valim explicará a relação do Estado de exceção com a Operação Lava Jato, a Rede Globo e o próprio neoliberalismo.

Gilmar só tem no Brasil! Conversa Afiada com Paulo Henrique Amorim - Youtube Publicado em 09/ago/2017

Este é o segundo bloco de uma edição especial da TV Afiada, em que PHA entrevista Rafael Valim, professor de Direito Administrativo da Pontifícia Universidade Católica (PUC).

Valim fala sobre a relação entre o estado de exceção e a Economia.

E mais: o neoliberalismo exige o estado de exceção?

"A Economia quer o domínio total da eficiência e não se dá muito bem com essa história de Democracia e soberania popular".

O professor também analisa o papel da mídia no estado de exceção.

Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: